N E T S O U R C E

Carregando

Ferramentas para a Gestão Híbrida de Projetos

O gerenciamento de projetos ganhou grande reforço com a chegada das metodologias híbridas. Com elas, é possível mesclar métodos e ferramentas da gestão tradicional e ágil para obter melhores resultados em todas as etapas de um projeto. 

Ao término da leitura, você vai passar a entender o que são as metodologias híbridas de gestão de projetos e quais as ferramentas mais adequadas disponíveis no mercado para aplicá-las. 

Acompanhar as mudanças de comportamento dos consumidores, a velocidade da informação, o impacto da transformação digital e um mundo com menos fronteiras comerciais são essenciais para que uma empresa se destaque entre as concorrentes. Quando falamos em gestão de projetos, os desafios são os mesmos e, por isso, a forma de trabalhar precisa se adaptar. 

Preparado para descobrir as novidades? Vamos começar entendendo o que são as metodologias híbridas. Então, confira a seguir. 

O que são metodologias híbridas e quais as suas vantagens?

Como dito antes, as metodologias híbridas mesclam práticas ágeis com tradicionais. Nas metodologias ágeis, o cliente recebe as funcionalidades de acordo com o avanço do projeto. Já nas tradicionais, seguem o modelo sequencial: não pode iniciar uma etapa se não concluir a anterior. O seu grande diferencial é ajudar a tocar projetos da forma mais adequada de acordo com o contexto, pois permitem flexibilidade e planejamento.

A sua eficiência está em se adaptar a diversos cenários ao mesmo tempo que mantém alto controle de qualidade. Mas quando utilizar? Isso depende das necessidades identificadas. As metodologias híbridas podem servir para o projeto inteiro ou apenas em algumas fases. 

Por fim, a grande vantagem dessa inovação tecnológica está na otimização do trabalho. Dessa forma, diminuir esforços na hora de realizar as tarefas, ajuda na relação equipe-cliente e na entrega de produtos e serviços com maior qualidade. Tudo isso em tempo menor.

Então, agora que você já sabe o que são as metodologias híbridas, o próximo passo é entender quais as ferramentas certas para colocar em prática. 

5 ferramentas para aplicar a gestão híbrida de projetos

Vamos falar aqui sobre 5 ferramentas utilizadas para aplicar a metodologia híbrida de gestão de projetos. Entretanto, é importante ressaltar que todas elas devem trabalhar de forma integrada e que a tecnologia é o melhor canal para isso. Veja.

  1. Estrutura Analítica do Projeto (EAP). Essa ferramenta subdivide hierarquicamente o trabalho do projeto em partes menores. Dessa forma, o seu objetivo primário é organizar o que precisa ser feito para produzir as entregas do projeto.
  2. Quadro Kanban. Proporciona o fluxo do trabalho visual. O trabalho é exibido como um quadro de projetos organizados por colunas, denominadas como “a fazer”, “em andamento” e “concluído”. As tarefas individuais representadas como cartões visuais no quadro percorrem as colunas até que sejam concluídas.
  3. Cronograma. Ferramenta de planejamento de controle de atividades que organiza as tarefas dentro de um período de tempo para alcançar um objetivo final. Pode ser feito no papel e em softwares de gestão especializados.  
  4. Curva S. Mostra o total de recursos financeiros consumidos pelo projeto ao longo de seu período de existência e desenvolvimento.
  5. Plano de Ação. Documento utilizado para fazer o planejamento necessário de trabalho para atingir resultados desejados ou resolver problemas. Tem formato de planilha, que pode ser física ou eletrônica e contém informações como objetivos, ações e responsáveis com suas respectivas datas de entrega para que, dessa forma, os prazos sejam cumpridos.

Conclusão

As metodologias híbridas de gestão de projetos une o melhor de cada método já conhecido. Elas são mais um resultado da inovação tecnológica que trabalha em busca da otimização das empresas. O lema é: maior qualidade em menos tempo. Por isso, não perca tempo! Aproveite as nossas dicas e faça essa experiência na sua empresa.

Posts Relacionados