N E T S O U R C E

Carregando

Ao iniciar um projeto grandioso, é natural que as dúvidas venham à tona. O medo de fazer escolhas erradas é grande. Afinal, a gestão de negócios não é um tema comum para muitas pessoas. Se você sente que chegou a hora de abrir o seu consultório odontológico, mas não sabe se deve dividir a sociedade ou comandar sozinho, nosso artigo pode ajudar na decisão.

Cada formato tem desafios específicos. Sabemos que independente do modelo, o seu maior desejo é que gerir o seu consultório de forma eficaz. Uma coisa podemos afirmar: seja o formato que for, é fundamental que ele se encaixe com sua personalidade ou perfil, como dizem no mundo dos negócios.  

Nos dois formatos, encontramos vantagens e desvantagens. Vamos ajudar a exercitar o método da comparação. Por isso, destacamos benefícios bem definidos de cada um, para você passar por esta etapa tão difícil com mais segurança e seguir em frente. Confira.

Vantagens do consultório odontológico próprio

A maior vantagem ao ser o único dono da empresa é a autonomia sobre as decisões a respeito da gestão do negócio. Elas podem ser financeiras e administrativas. Ou seja, isso implica em definir horário de funcionamento e contratar funcionários sem passar por embates de opinião, por exemplo.

Lembra que falamos acima sobre perfil? Nesse caso, o ideal é que você seja aquela pessoa que gosta de se envolver em todos os processos e prefere tomar decisões sozinha.  

Quais os benefícios de abrir o consultório em sociedade? 

Mas se você é do tipo que ama trabalhar em grupo e conhece profissionais que concordam com o seu projeto, abrir um consultório em sociedade é a melhor opção. Afinal, contar com outra pessoa a frente da gestão pode ajudar a ter visão ampla do consultório.

Outra vantagem é dividir custos e investimentos. Sabemos que, no início, o dinheiro embolsado é maior, mas por outro lado, se bem empregado pode retornar ainda mais lucrativo.  Para melhor entendimento, é importante saber também que existem tipos de sociedade. Por isso, separamos alguns:

  • Simples: os bens dos sócios podem ser usados para pagar dívidas. 
  • Em nome coletivo: se a intenção é administrar o negócio em conjunto.
  • Comandita simples: se cada sócio tiver níveis de responsabilidades diferentes.                                                                                              

Nesse modelo, antes de tudo, o ideal é que haja um clima harmonioso entre os sócios. Discordâncias, embora sejam sadias, em uma gestão de negócios, podem atrapalhar nas tomadas de decisões.

Planejamento é o segredo para abrir uma empresa

Independente da sua escolha, o principal é saber que, embora existam muitos desafios, abrir um consultório pode fazer muito bem para sua carreira. Então, não hesite! Sabemos que o mercado odontológico é concorrido, o diferencial está no planejamento e na estratégia.

Se prepare e faça cursos se for necessário. A partir de agora, além de dentista, você será um empreendedor. Conte conosco para pôr em prática o seu projeto!

Posts Relacionados