Hoje em dia, muitas empresas já estão migrando do modelo tradicional, com rotinas de trabalho fechadas, para projetos de médio e longo prazo. Não é necessariamente uma mudança completa, mas ela afeta, ao menos, algumas partes da equipe. E para que esse modelo funcione é importante que o gerente de projetos tenha uma base sólida em que se apoiar. A Business Intelligence pode ser esse apoio.

O trabalho desse profissional, como o nome indica, é acompanhar o desenvolvimento dos projetos da empresa e garantir que eles cumpram as metas e prazos estipulados. O papel do sistema de Business Intelligence aqui é prover o auxílio necessário por meio de informações e dados relevantes sobre esse projeto. Ao integrar essa ferramenta com diferentes fontes de informações, o gerente estará preparado para lidar com a maior parte das eventualidades.

Para explicar melhor essa questão, trouxemos aqui 4 funcionalidades dos sistemas de Business Intelligence que auxiliam o trabalho do gerente de projetos. Confira!

1. Todas as informações no mesmo lugar

Uma das principais dificuldades ao lidar com grandes projetos é conseguir enxergar a figura completa. A maior parte do tempo só é possível destacar uma fração dos processos, o que pode atrapalhar o trabalho de gestão. Conseguir correlacionar diferentes variáveis é uma condição importante para o sucesso de um projeto.

O sistema de Business Intelligence, como já mencionamos, é capaz de absorver dados de diferentes fontes. Mas, além disso, ele pode organizá-los e exibi-los para o gerente em um formato compreensível rapidamente.

2. Acompanhamento preciso de tarefas e prazos

Garantir o cumprimento de tarefas dentro dos prazos estipulados é fundamental para o sucesso de um projeto. Especialmente se ele conta com uma janela de tempo específica para gerar o retorno esperado. Sem essa pontualidade, é provável que o resultado final saia muito abaixo do esperado.

Com os recursos de Business Intelligence, o gerente de projetos pode avaliar as tarefas previstas e o tempo necessário, criando uma agenda mais eficiente. Da mesma forma, ele pode acompanhar este planejamento com mais precisão, verificando se é necessário gerar alguma mudança ao longo do caminho.

3. Automação de diferentes tarefas

Boa parte das tarefas diárias dentro de uma empresa acaba consumindo quase todo o tempo que deveria ser dedicado ao planejamento e gerenciamento do projeto. Porém, estas mesmas tarefas ainda são necessárias para o seu sucesso.

A melhor atitude neste contexto é automatizar alguns destes processos. Além de poupar o tempo necessário para atuar de forma estratégica, ainda é possível acelerar a conclusão de certas tarefas, o que também otimiza resultados.

4. Planejamento adequado de recursos

Um sistema de Business Intelligence também é ideal para planejar os recursos que serão dedicados ao projeto. Muitos investimentos acabam não gerando o resultado necessário devido à falta de fundos reservas ou de profissionais qualificados. Para não colocar tudo a perder, é muito importante que o gerente consiga prever quanto será gasto e quanto está disponível no momento.

Agora você entende um pouco melhor a relação entre Business Intelligence e o papel do gerente de projetos, quer se aprofundar mais no tema? Então veja nosso artigo sobre a importância da tecnologia na gestão de projetos.